Cuidados que você deve ter ao desenvolver a metodologia ágil

Quando falamos em liderança ágil sempre percebemos as grandes vantagens desse modelo de gestão para a produtividade de uma empresa ou equipe. Todavia, nem tudo são rosas. Aplicar a metodologia ágil pode acabar por gerar ainda mais problemas, se for feito de maneira errada.

Para lhe ajudar a desenvolver o modelo de liderança agile, sem nenhum ônus para o seu negócio, nós decidimos criar este artigo com alguns cuidados que você precisa tomar na hora de implementar o método.

Mas, antes de aprofundarmos mais sobre o assunto, não esqueça de dar uma passadinha no nosso artigo sobre liderança ágil no mundo complexo.

Gerentes e Líderes

Nem todo gerente é líder e nem todo líder é gerente. Ponto. Precisamos ter isso em mente, antes de aplicar o modelo agile.

Toda empresa conta com gerentes para planejar e acompanhar os processos. Todavia nem sempre estes gerentes são líderes de suas equipes e é preciso ter isso bem definido.

Muitas vezes, dentro do quadro de colaboradores, alguns deles se destacam como líderes – apesar de não exercer um cargo de gerência. Estes líderes guiam e motivam a equipe durante a execução de determinadas tarefas.

Mas, isso também não significa que eles serão bons gerentes. Líderes podem saber guiar um time, mas nem sempre são bons com o planejamento e organização das tarefas. Por isso, não é preciso nenhum remanejamento de cargo e sim, apenas, a identificação destes líderes.

Para que, ao implementar o modelo de liderança ágil, eles também sejam inseridos nas reuniões e fiquem por dentro deste novo modelo de gestão, chamado metodologia ágil. Pois, dessa maneira, poderão continuar liderando e colaborando com os gerentes para implementar o sistema de feedbacks que é tão importante para o método, como vimos no artigo sobre os sinais de que você precisa de uma liderança agile.

Colaboradores

Antes de implementar o modelo, é importante que todo o quadro de colaboradores seja notificado sobre esta mudança. Se possível ao mesmo tempo, em uma reunião.

Eles precisam saber que, agora, a empresa prioriza o feedback de seus funcionários e dá mais valor as mudanças que os clientes irão demandar ao longo do processo.

Não fazer esse “alerta” aos colaboradores pode gerar insegurança e insatisfação por parte deles, diante do novo modelo de gestão. Lembre-se, nem todos gostam de mudanças e inserir um método ágil de produção é uma mudança e tanto!

Por isso, certifique-se de que todos os membros da equipe estejam por dentro do que virá pela frente. E mostre como isso é bom para o desenvolvimento deles mesmos.

 

CONGREGARH 2019 – Liderança Ágil no Mundo Complexo

 

Estrutura

E por último, mas não menos importante, nós temos a questão da estrutura de negócio. A sua empresa, de fato, cabe em um modelo de liderança ágil? Seus produtos e/ou serviços podem participar desse método?

Se a resposta for um não e, até mesmo, um “talvez”, pode ser melhor pensar mais antes de implementar o método agile.

Pois, ao desenvolver esse tipo de liderança é preciso que – de fato – ela seja colocada em prática. Pois se você autorizar e encorajar feedbacks de sua equipe e clientes sobre o produto e, depois, não acatar ou sempre responder com uma negativa, certamente irá gerar insatisfação por parte do pessoal.

Então, o que era para ser uma inovação para melhorar a produção e o ambiente de criação da empresa, vai se tornar um problema que pode levar a perda de recurso humano e confiança por parte dos clientes e colaboradores em geral.

A metodologia ágil é incrível e pode revolucionar a maneira como a sua empresa produz e, sobretudo, fatura. Alguns cuidados para implementar o novo modelo são necessários, porém não são difíceis de se conseguir. E, quando bem implementado, o método sem dúvidas vai elevar o negócio para outro patamar!

Deixe uma resposta

5 + um =