Tudo que você precisa saber sobre eSocial

O eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) é um programa governamental que está revolucionando a gestão empresarial. Se você atua no setor de RH de uma empresa, precisa entender sobre essa nova obrigação legal. Assim, a sua atuação pode se tornar mais dinâmica.

Quer ganhar esses pontos em qualidade? Fique de olho nas informações que separamos para você. Nosso guia é rápido a fim de fornecer o melhor entendimento sobre o assunto. Acompanhe!

 

O que é o eSocial?

Se você quer saber o que é eSocial, primeiramente precisa entender mais sobre os direitos do trabalhador. Pode ser complicado garantir todos esses direitos integralmente e explicar para o funcionário sobre cada um deles também é um desafio.

Frente ao procedimento antigo de prestação de informações ao governo, o eSocial surgiu como um mecanismo para unificar e solucionar essas questões. Agora, há mais um local para se informar sobre os direitos e deveres de um colaborador em regime CLT.

O setor responsável pelo pagamento de tributos precisava realizar uma série de declarações trabalhistas, como o CAGED, DIRF e RAIS. Assim sendo, agora, as informações podem ser sintetizadas em um só ambiente: o eSocial.

O programa chegou para inovar. O impacto nas empresas foi imenso. Para entender mais sobre essa modificação, clique aqui.

Uma boa vantagem é que não são poucos os documentos integrados por meio dessa plataforma. Além da folha de pagamento dos funcionários, de forma padronizada e simplificada, o novo eSocial empresarial vai reduzir custos e tempo da área contábil das empresas na hora de executar 15 obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas.

 

Como funciona o eSocial?

O quadro parece excelente, e agora que você já sabe o que é eSocial, deve estar se perguntando: como isso tudo funciona? Onde eu devo realizar o cadastramento? Como a empresa emite documentos? Então vamos nos aprofundar.

Se você está inseguro quanto a essa unificação dos tributos, não precisa se preocupar. Para facilitar a vida do gestor, tudo é feito por meio da plataforma online do eSocial.

Claro que é necessário cadastrar a empresa primeiro. O empregador precisa fornecer CPF ou CNPJ para prosseguir, além de preencher os campos necessários.

Antes do cadastro, é recomendável realizar outro procedimento, utilizando a Consulta Qualificação Cadastral. Ela oferece aos empregadores, um aplicativo para identificar possíveis divergências entre os cadastros internos das empresas – o CPF e o CNIS – a fim de não comprometer o cadastramento inicial ou admissões de trabalhadores no eSocial.

Após ter realizado o processo, basta cadastrar os trabalhadores. Como estamos falando de pagamento de direitos, então todos os funcionários e estagiários precisam estar na plataforma. Pode parecer um trabalho exaustivo, mas ele facilita muito a vida do empregador se compararmos com o sistema antigo.

Cuidado para não errar na hora de colocar o eSocial em prática. Entender o que é eSocial é simples, mas você precisa se adequar ao sistema. Acesse nosso artigo e conheça os principais erros que você precisa evitar!

 

Vantagens do programa

Ainda tem dúvidas sobre o eSocial? Acompanhe como o programa pode ser vantajoso.

  • Menor acúmulo de documentos: os documentos estão todos no mesmo lugar. Quando você precisar consultar, basta acessar a plataforma online e pesquisar sobre a situação completa de um funcionário.
  • Arrecadação de tributos sem dificuldades: o governo consegue ter mais agilidade na hora de fazer arrecadações. Com isso, a empresa não precisa se preocupar com falhas na regularidade por conta de erros na gestão de pagamento.

 

O eSocial chegou para ficar. Sua empresa já está pronta? Mas se ainda tiver dúvidas, fale conosco. Teremos o maior prazer em lhe ajudar.

Deixe uma resposta

três + 15 =