Como fica a folha digital de pagamento com o eSocial

O eSocial é, sem dúvida, a maior revolução contábil dos últimos tempos. Afinal, se trata de um programa, anunciado há quase nove anos pelo Governo Federal, e que promete unificar dados previdenciários e trabalhistas de todos os trabalhadores da iniciativa privada e servidores públicos.

Pelo tamanho de seu impacto, o sistema obrigará que todas as empresas se prepararem para se adequar aos novos tempos. Ao final de sua implementação, o eSocial afetará todas as entidades que contratarem funcionários.

Novos tempos esses que alterarão um dos principais patrimônios do Departamento de Recursos Humanos: a folha de pagamento. Tarefa que costuma consumir muito tempo dos colaboradores desse setor, a consolidação das informações ficará muito mais inteligente e confiável. Leio nosso artigo sobre as mudanças na folha de pagamento após a Reforma Trabalhista e baixe gratuitamente nosso modelo de folha de pagamento.

Ainda está se adequando à ferramenta e não compreende exatamente o que muda na folha de pagamento? Fique tranquilo. Mostraremos aqui tudo o que muda e como você pode se preparar para esse novo cenário.

 

Dados unificados

Quem lida com a folha de pagamento sabe o quanto isso pode ser confuso. É preciso inserir diversas informações, lidar com inúmeros formulários e buscar órgãos diferentes, tudo isso com tempo certo para acontecer, do contrário a empresa pode ser penalizada.

Com o eSocial, no entanto, temos a folha digital. Assim, as empresas precisarão apenas do software para enviar as informações a que estão acostumadas todos os meses.

Aqui, nada muda. O dia a dia apenas se organiza e fica menos burocrático. Ponto a favor para o Departamento de Recursos Humanos.

 

Simplificação de impostos

O Departamento de Recursos Humanos não realiza apenas o pagamento dos colaboradores da empresa. Na hora de preencher a folha de pagamento, é preciso também ficar atento para o recolhimento dos encargos sociais, bem como para a prestação de informações legais dos colaboradores.

Hoje os encargos sociais e as informações legais, são enviadas para diferentes órgãos, que não possuem comunicação eficaz no compartilhamento dos dados recebidos. Portanto não oferecem confiabilidade para análises estatísticas por parte do governo.

Quando o eSocial estiver plenamente em uso, o pagamento dos encargos sociais e informações legais, também serão unificados. Tudo será feito em um único sistema, de forma simples e prática com a folha digital. Além disso, as informações serão unificadas em uma mesma base de consulta, fornecendo dados mais confiáveis em relação às melhores práticas das empresas, na busca da Responsabilidade Social.

 

Muito mais atenção com a folha de pagamento

O eSocial não vai apenas oportunizar um ambiente mais seguro e confiável, mas exigirá atenção redobrada da área de RH. Será necessário informar cada evento relacionado aos colaboradores, sejam eles novos ou atuais, e ficar atento ainda à duração dos contratos.

Para o software, no caso do contrato de experiência, se o colaborador no final do prazo ajustado for demitido, a informação do cadastro deve estar compatível para cálculo da rescisão. Caso contrário, o eSocial irá acusar esse erro: “0679″ – Desligamento inválido.

Quando um colaborador sofrer um acidente de trabalho ou for é afastado, esses eventos precisam ser comunicados à Previdência Social via eSocial.

Com esses cuidados, sua empresa estará pronta para vivenciar esta importante mudança na área de Recursos Humanos. Poderá usufruir do Sistema de Público de Escrituração Digital, eSocial, revisando fluxos e processos internos. Assim, estará prevenindo passivo trabalhista e previdenciário.

Quer se preparar para todas as mudanças na folha digital que entrarão em vigor como eSocial? Faça nosso curso e se atualize!

Deixe uma resposta

18 − quinze =