Avaliação psicológica x Análise comportamental

Profissionais de RH bem capacitados possuem diversos processos e recursos para fazer o recrutamento e seleção. Buscam as melhores práticas para obter resultados mais precisos.

Dois dos processos mais utilizados na seleção são a avaliação psicológica e a análise comportamental dos candidatos. Tanto para vagas efetivas ou estágios não-obrigatórios.

Para quem não atua na área de Recursos Humanos, os dois processos são visto como iguais ou muito similares. Porém, as duas abordagens possuem diferenças que mudam seu panorama de atuação.

Neste artigo, você irá descobrir quais são essas diferenças e como elas impactam os processos de recrutamento e seleção nas empresas.

Acompanhe.

 

O que é a análise comportamental empregada em processos seletivos e de recrutamento

Também conhecida como Inventário de Comportamento, a análise comportamental é um processo de mapeamento de postura e comportamento de um indivíduo.

Na análise comportamental, os profissionais de RH buscam identificar competências, capacidades, habilidades e características de comportamento do candidato avaliado.

Esse tipo de ferramenta permite ao profissional de RH identificar e apontar as preferências naturais do indivíduo. Além disso, analisa suas respostas a estímulos externos e suas tendências para a tomada de decisão. A principal finalidade desse recurso é identificar talentos para a empresa e selecionar o melhor candidato para a o cargo.

E como o mapeamento das características do indivíduo é amplo, a empresa consegue delegar melhor as atividades e funções de trabalho adequadas a cada perfil.

 

O que é a avaliação psicológica

Já a avaliação psicológica é um conceito muito amplo em definição e finalidades.

Para os fins de recrutamento e seleção, por exemplo, ela pode ser categorizada como o processo para conhecer mais sobre a psique dos candidatos. E em consequência disso, averiguar se o mesmo é apto para desempenhar a função para a qual está sendo avaliado.

Isso é feito por meio de testes específicos, sendo que alguns conferem resultados mais precisos e comprováveis que outros.

Para a avaliação, profissionais de RH geralmente empregam testes para identificar traços de personalidade. É também possível coletar dados de inteligência, habilidades cognitivas e sociais, aspectos emocionais e afetivos, entre outros.

Ou seja, a avaliação psicológica serve para nortear em que setor ou cargo o candidato pode trabalhar com a psique que possui. Ou se ele se adaptaria ao cargo pelo qual está concorrendo a vaga.

 

Análise comportamental e avaliação psicológica: algumas diferenças importantes

Agora que entendemos mais sobre a análise comportamental e a avaliação psicológica, vamos conhecer suas diferenças.

Pois apesar de ambas as ferramentas serem usadas para conhecer melhor o candidato, essas ferramentas possuem suas diferenças.

Como vimos anteriormente sobre os dois processos, a análise comportamental está ligada ao comportamento. Serve para identificar os padrões do candidato, atitudes e desempenho. Assim podendo averiguar se ele é o melhor indicado para a vaga em questão.

Já a avaliação psicológica, como vimos, está relacionada a psique. Com o propósito de entender a forma como o indivíduo atua psicologicamente e suas capacidades.

Quer entender melhor sobre esses dois processos e descobrir qual o mais adequado para sua empresa selecionar o candidato ideal? Receba um contato de nossos atendentes da ABRHestágios.

Deixe uma resposta

vinte − 7 =