CONGREGARH Conexão 2016 debateu o papel da liderança em Passo Fundo

A Associação Brasileira de Recursos Humanos, seccional Rio Grande do Sul (ABRH-RS), promoveu o Congregarh Conexão 2016, em Passo Fundo, nos dias 3 e 4 de agosto. Com tema O poder da Liderança na Superação de Resultados, o evento reuniu um público de - aproximadamente - 400 pessoas, formado por empresários e profissionais de Recursos Humanos, no Centro de Eventos da UPF, em Passo Fundo. O presidente da ABRH-RS, Orian Kubaski, destacou a relevância do encontro e o objetivo de levar ao interior do Rio Grande do Sul um congresso de nível nacional. “Tivemos mais de 43 municípios representados no CONGREGARH. 27% do público presente era de Passo Fundo e 23% da capital gaúcha”, revelou.

O CEO da Inova Consulting, Luis Rasquilha, foi o responsável pelo painel de abertura do evento e falou sobre O futuro do trabalho e dos negócios. O palestrante apresentou a realidade de que um minuto, no mundo de hoje, é capaz de acomodar um vasto número de realizações no segmento digital, tais como: 701 mil logins no Facebook, 2,4 milhões de buscas no Google, e 1300 viagens no Uber. “Esta é a quarta revolução mundial, baseada nos sistemas físicos cibernéticos”, afirmou Rasquilha.

O foco da palestra do administrador de empresas, palestrante e consultor, Karim Khoury, foi o papel da liderança para superar os desafios e conquistar resultados. Segundo o palestrante, nos EUA são gastos mais de 10 bilhões de dólares em treinamentos corporativos por ano. “Em média apenas 10% dos treinamentos são transferidos para o ambiente de trabalho. É fundamental reverter este resultado e aplicar os conhecimentos adquiridos dentro da empresa”, sinalizou. O administrador de empresas e ex-presidente da ABRH Brasil, Cassio Mattos, ministrou sobre o papel da liderança na gestão de equipes e abordou os obstáculos que impedem o bom desempenho dos profissionais e orientações para as lideranças atuarem para melhorar a produtividade dos colaboradores. “Um líder sem afetividade é um líder distante”, justificou Mattos.

O diretor de Recursos Humanos e Sustentabilidade da SLC Agrícola S/A, Álvaro Dilli, palestrou sobre sustentabilidade e estratégia nas empresas. “É fundamental que seja permeada na organização uma cultura de mudança de atitude e de comportamento. Ser sustentável gera valor. Podemos ter inclusive mais resultados com estratégia e sustentabilidade, mas leva tempo”, alertou Dilli. O painel “Cultura dos Resultados: pessoas realizadas, empresas vencedoras” foi ministrado pelo consultor, João de Lima. O palestrante abordou uma fórmula de liderança baseada em fragmentos iguais dentro de um sistema complexo que funcionam de maneira harmônica, sinérgica e interdependente. “Fazem parte deste modelo o comprometimento das pessoas, o desempenho das equipes, a liderança e os resultados. O que ocasiona um ciclo vicioso”, contou.

Eduardo Carmello, consultor organizacional especialista em gestão estratégica de pessoas, falou sobre Resiliência com Competência de Gestão. Carmello destacou a importância das organizações e suas lideranças utilizarem a tecnologia de forma relevante para analisar as competências disponíveis entre seus colaboradores. “As vezes as pessoas sabem o que deve ser feito, mas não aplicam. Precisamos mostrar nossas competências e escancarar nossas limitações para promover a mudança. A maior dificuldade é romper a cultura organizacional e fazer transformações”, alertou. O consultor em Desenvolvimento Organizacional, Roberto Scola, palestrou sobre a liderança transformadora. “O bom líder é a pessoa-vetor, que capitaneia as operações. É o centro humano, relacional, operativo e estratégico organizacional”, explicou o palestrante.

Neurociência aplicada à liderança foi o tema da apresentação da neurocientista e consultora, Carla Tieppo. Carla apresentou como aplicar o conhecimento da neurociência com o objetivo de favorecer o desenvolvimento humano a partir da interface tangível do conhecimento do cérebro humano e suas potencialidades. “Precisamos agir para incentivar o autoconhecimento dos colaboradores. Atuar de forma consciente nas atitudes. A base da nossa tomada de decisões é emocional. O sistema de decisão rápido no cérebro é baseado na emoção”, explicou.

O diretor de Finanças e Operações da Stemac S/A, Valdo Marques, falou sobre a experiência de participar do quadro Chefe Secreto, do Fantástico, na palestra  Liderança Empática: a experiência de um executivo. A generosidade foi um ponto que o executivo valorizou, enaltecendo que ser generoso é remar para o mesmo lado do colega por um mesmo objetivo. “Generosidade gera aliados, com isto, proporciona resultados”, contou. Celina Joppert destacou os papeis da liderança e suas responsabilidades e desafios. “Precisamos autogerir a nossa vida e nos colocar sempre em prioridade. Temos que estar bem e fazer o nosso melhor. Para incentivar, acreditar que é possível, dar oportunidades, devemos nos conhecer e entender com quem estamos interagindo e trabalhando”, reiterou.

A próxima edição do CONGREGARH ocorrerá nos dias 17 a 19 de maio de 2017, no Centro de Eventos da PUCRS, e terá como tema “A construção de um futuro com valor”.

Mantenedores

Apoiadores institucionais