Aprendizados de liderança e gestão de pessoas pós-pandemia

 

Aprendizados de liderança e gestão de pessoas pós-pandemia

Artigo Glauco Chagas

 

Certamente a pandemia provocou uma transformação na maneira de pensar sob diversos aspectos. E isso não foi diferente nas organizações, que precisaram elencar suas prioridades e administrar situações antes inimagináveis. O olhar deve ser mantido para o cliente, mas, para isso, a gestão de pessoas é imprescindível para o sucesso e bem-estar de toda a equipe.

Sabemos que, por mais dura que seja, a crise atual vai passar. Pode deixar sequelas, mas as empresas sairão diferentes. Precisamos estar atentos, nos reinventar e abrir espaço para novas oportunidades, focando no ativo mais importante: a vida. Neste cenário, a capacidade de mobilização e de liderança das pessoas e times, principalmente daquelas que têm a responsabilidade e capacidades chaves, são cruciais.

Discursos anteriores talvez já não tenham o mesmo sentido atualmente. Sem falar na tão essencial flexibilidade para ajustar-se ao novo momento de mercado. A lista de aprendizados é grande, mas alguns ganham os primeiros lugares, tais como o valor das pessoas e das relações, a necessidade de diálogo e de pensar de forma coletiva. Não há mais espaço para o individualismo.

Agora é a hora de revermos e reafirmarmos nossos propósitos. Entender ainda mais os clientes. Sair da zona de conforto. O momento como este em que estamos vivendo gera uma inquietação que potencializa raciocínios e análises, e nos força a reanalisar ações e atividades, seja em pequena ou grande escala.

Uma das principais mudanças nesta pandemia foi a integração entre a vida pessoal e a profissional. Os escritórios foram para dentro das residências, fazendo com todos tivessem que se adaptar a esta realidade desafiadora e que pode gerar consequências tanto positivas, quanto negativas. Diante disso, é preciso atenção para que a saúde mental de todos seja preservada. Temos que manter o equilíbrio, o autocuidado, a separação de ambientes, o respeito a horários, a disciplina. Cada um deve planejar o seu dia e elencar suas prioridades conforme importância e urgência para aliar produtividade e qualidade de vida.

Outro aspecto relevante é cultivar a relação interpessoal com colegas de trabalho, pois com a distância física, manter a comunicação de forma contínua e adequada faz a diferença no dia a dia, sem falar na satisfação e conforto que proporciona.

O contexto atual é novo para todos nós. Viver essa pandemia, com todas as incertezas e medos que ela gerou, pode acarretar problemas de diversas naturezas. Por isso, buscar ajuda, quando necessário, é fundamental para manter a autoconfiança, autoestima e autocontrole, além de desenvolver a inteligência emocional, uma habilidade essencial para o mundo do trabalho.

 

Mantenedores

Apoiadores institucionais