Um novo olhar para as pessoas com necessidades especiais | ABRH RS

Um novo olhar para as pessoas com necessidades especiais

 

Segundo o último censo do IBGE (2010), o total de brasileiros com deficiência chega a 45 milhões. Nas empresas, os espaços vão se adequando com a ajuda de recursos tecnológicos e leis de incentivo. São 26 anos de caminhada, começando com a Lei Nº 8.213/91, que modificou o olhar para essa camada da população que precisava de auxílios básicos e inclusão no mercado de trabalho.

 

A última medida para PCDs foi o Estatuto de Pessoas com Deficiência que entrou em vigor em janeiro de 2016. Desde então, é obrigatória a autonomia desses cidadãos para exercerem atos da vida civil em condições de igualdade em relação às demais pessoas. Com isso, há benefícios para ambos os lados: o do empregador e do contratado. Além de humanizar as empresas e proporcionar um ambiente corporativo rico em visões e experiências diversificadas, isso fomenta a economia em um novo panorama, ampliando e gerando renda a um grupo diversificado.

 

A tecnologia surge como um facilitador de recursos neste meio. Há formas que possibilitam uma maior inclusão com menos mecanismos. Diversos aplicativos estão sendo criados para suprir as necessidades das pessoas com deficiência, como estes:

 

Be my Eyes: “emprestar sua visão” é o que este aplicativo possibilita. Ele conecta o deficiente visual com pessoas voluntárias para lhe indicar através da fala o que é que estão vendo. É gratuito e disponível em Android e IOS.

 

Hand Talk: o aplicativo é um tradutor simultâneo de idiomas para deficientes auditivos que utilizam a Língua Brasileira de Sinais ou para quem deseja se comunicar com eles. A ferramenta está disponível gratuitamente no Google Play e na AppStore.

 

Guia de Rodas: guia colaborativo destinado a consulta e avaliação de lugares acessíveis para pessoas que usam cadeira de rodas ou possuem dificuldade de locomoção. Disponível para iOS e Android.

Mantenedores

Apoiadores institucionais